quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Lisandro Amaral em Cruz Alta


#NoitesdeMilonga com Gustavo Iser & Gabriel Biscaglia


Marco Aurélio Vasconcellos no espaço cultural La Mancha


Valdir Verona em Porto Alegre no projeto Dandô



Pepeu Gonçalves no Boteco Tchê


Alana Moraes e Gabriel Selvage em Sâo Paulo


Bailanta da Veterinária em Pelotas


Cristiano Quevedo em Bagé


Grupo Pulperia no bar Estância de São Pedro


Lisandro Amaral em Santa Rosa


CTG Ronda Charrua contesta nota do Enart

O CTG Ronda Charrua, de Farroupilha, que no ano passado conquistou o primeiro lugar na categoria danças tradicionais – força A do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart), caiu este ano para a 12ª posição. O grupo contesta a nota da dança pau de fita, onde receberam desconto na pontuação em correção coreográfica.

Procurados pelo blog, o Ronda disse que o desconto deve-se porque a comissão julgadora entendeu que os dançarinos utilizaram duas fitas durante a coreografia, quando o permitido, no início da dança, é apenas uma. Nos últimos passos que encerram a apresentação, eles fazem surgir duas, sendo que uma é solta por eles e outra é usada na execução dos passos.

- O regulamento diz que o dançarino tenha “a fita” tomada pela mão na figura tradicional, que é a primeira. E nós apresentamos isso. Somente na figura variante, de livre coreografia, é que aparecem as duas fitas – contestam os dançarinos.

Foto: Manuela Teixeira

Durante a apresentação, as duas fitas estavam grudadas com velcro e cola. Para os jurados, o grupo dançou sempre com dois adereços, ainda que um estivesse sobre o outro. Para o Ronda, o que se via era uma fita. A mesma coreografia foi dançada no final do ano passado, quando eles tornaram-se campeões.

- Em um ano é permitido e no outro não? O festival perde a credibilidade com isso – reclamam os participantes.

Indignado, o grupo se recolheu e não participou da entrega dos troféus. Apenas representantes ficaram na premiação. Mesmo assim, eles optaram por não apresentar recurso pedindo revisão da pontuação.

À assessoria do MTG, o blog manifestou interesse em conversar com um representante da comissão julgadora para entender a posição dos avaliadores. Em resposta, a assessoria informou que, em contato com o presidente do MTG, Manoelito Savaris, este disse que “a avaliação que resulta nas notas é feita exclusivamente com relação ao que é apresentado no evento” e que o “Charrua, assim como outros grupos, sofreu desconto de correção”.

A principal pergunta ficou sem resposta: Se a coreografia foi aceita no ano passado, por que não neste?


Fonte: blog De Galpão, por Manuela Teixeira, junto ao Portal ClicRBS

Resta-nos agradecer pelo espetáculo! Fecharam-se as cortinas de mais um ENART!

Quando termina mais um ENART, e este, em sua 29ª edição, sendo 11 em Farroupilha e 18 em Santa Cruz, vemos não só nas redes sociais, pois isso faz pouco, mas também na midia, o que foi o evento. Mas o festival nada seria sem seus artistas, que dedicam parte de suas vidas para isso.

Algumas regiões com vantagem, pois estão em grandes centros, mas outras, com suas entidades, fazem um esforço sobre-humano para poder chegar la e bem representar sua entidade, sua cidade.
 
Fotos desta montagem: Deivis Fogaça - Estampa da Tradição/as melhores fotos do ENART

Neste ano, o CTG Rancho da Saudade alcançou seu 5º titulo estadual e, a primeira região tradicionalista, seu 10º troféu de campeão. Mas neste contexto tantas historias aconteceram, foram mais de 4.000 jovens que investiram na ideia de mostrar a sua arte.


Vou destacar alguns acontecimentos... na foto abaixo, fiz questão de registrar, minha prima e afilhada, Elisa Motta, que dança desde que Getúlio Vargas chegou ao poder no Rio de Janeiro (brincadeira, um pouquinho exagerada). Mas seu olhar par ao globo do sorteio, me dizia que ela pensava que aquele ali poderia ser seu ultimo sorteio, pois já era acostumada a fazê-lo anualmente.
 
 
Ao não passar para o domingo, parecia que um ciclo começava a chegar ao seu fim... foram muitos anos, muitos rodeios, muitos ENARTs, avaliações, títulos, e o mais especial, o ENART 2008. Mas como tudo na vida tem seu tempo, espero que ela seja feliz no caminho que escolher... Fica meu orgulho de ter sorrido e chorado a cada conquista dela. Parabéns Isa...


Fonte: blog do Rogério Bastos

Regulamento do 21º Canto Moleque




Fonte: blog Identidade Campeira

Vem aí a 16ª Cavalgada Cultural da Costa Doce


 Participe da 16ª Cavalgada Cultural da Costa Doce

No dia 25 de outubro em São Lourenço do Sul, na Fazenda do Sobrado, sede dos Cavaleiros da Costa Doce, foi lançada a 16ª Cavalgada Cultural da Costa Doce, que será realizada de 15 a 25 de janeiro de 2015. Onde estão convidados todos os cavaleiros que desejarem participar,  esta que é uma das mais lindas cavalgadas do Rio Grande do Sul.

A cavalgada sai dia 15 de janeiro de Guaíba – RS, sempre costeando a Lagoa dos Patos até a chegada em Pelotas – RS, no dia 25 do mesmo mês. São 10 dias e 300 km a cavalo, apreciando lindas paisagens da nossa Costa Doce, como dunas, figueiras, ilhas, arroios, rios, sobrados históricos, fazendas e desfrutando da boa hospitalidade costaneira, oferecida por todos os lugares que passamos.

Todos os cavaleiros, de todos os lugares estão convidados a mais uma vez a se juntarem a nós, nesta linda cavalgada.

As inscrições são limitadas para mantermos o bom andamento da cavalgada, que é considerada de aventura moderada e familiar, onde todos os anos participam conosco famílias inteiras, com avós, pais, mães e filhos jovens em extrema comunhão com todos os grupos que nos acompanham. Então quem desejar fazer parte da família Costa Doce se antecipe e reserve logo a sua inscrição.

Esta cavalgada busca reviver os antigos caminhos dos tropeiros que levavam mercadorias entre Porto Alegre e Pelotas, também preservar as tradições gaúchas e a cultura do gaúcho sobre o cavalo, que contribuem tanto para o desenvolvimento deste estado. Com estas iniciativas procuramos fomentar e divulgar os atrativos naturais da nossa Costa Doce, que cada vez mais se consolida como polo turístico no Rio Grande do Sul.

Na 15ª edição tivemos participantes de diversas cidades do estado, assim como do Uruguai, Santa Catarina, Paraná e Pernambuco.



carlos@cavaleirosdacostadoce.com.br
(53) 3223.4258 / (53) 9103.3410

Jeândro Garcia
Comunicação Cavaleiros da Costa Doce


Fonte: blog do Léo Ribeiro

Festival Nacional de Doma y Folklore Jesús María - 50 anos de Tradição e Cultura

 
 

O mais importante Festival de Doma e Folclore completa 50 anos em janeiro/2015, e como sempre, o Blog Identidade Campeira vai disponibilizar o link com a transmissão AO VIVO deste grande evento Argentino. Aguardem!



Fonte: blog Identidade Campeira